André Alves

andre

MASSA FALHADA

ANDRÉ ALVES

21 de Janeiro a 3 de Março.

parede_1_SITE

parede_2_site

parede3_site_1


parede_3_1site

montra_site

Mais imagens aqui / more images here


Sobre a exposição

Sempre que entro na Dama Aflita, deslumbro-me com belíssimo gancho metálico de tom encarnado que mantém a porta escancarada. O que resulta na exposição “Massa Falhada” tem uma forte ligação com esse elemento, e a lembrança da a expressão “estar no prego” e a sua contrária, estar “off the hook” – sem problemas, livre de pensar em demasia.
Em “Massa falhada”, encontrará um ensaio visual pouco colorido, com representações  de serras, ganchos, fitas, cordas, texto, e coisas sem nome particular à mistura, em torno de um sentimento de estar perro, limitado e suspenso, não causado por uma branca criativa mas pelo seu oposto, um ruminar excessivo, cansativo.

MASSA FALHADA
ANDRÉ ALVES
January 21st till March 3rd

about the show

Every time I´m at Dama Aflita, I get fascinated with a beautiful metallic red hook that keeps the door wide opened. What comes from the exhibition “Massa Falhada” has a strong connection with this element and the memory of the expression “being on the nail” and its opposite, to be “off the hook” – no problem, free to think too much.
In “Massa Falhada”, you will find a non-colorful visual essay, with representations of saws, hooks, tape, strings, text, and so no particular name to the mix, about a feeling of being stiff, limited, suspended, not caused by a block in creativity but by its opposite, an excessive rumination, exhausting.